Numa altura em que o panorama hardcore no Algarve estava em declínio, em 2016 surge M.E.D.O., o que representou uma lufada de ar fresco no movimento punk nacional.

Com uma mensagem sócio-política vincada e uma sonoridade cheia de energia, com ritmos que oscilam entre o rápido e o pesado, dão voz ao inconformismo perante a sociedade actual, defendendo os valores do hardcore através de uma atitude positiva.

Actuais herdeiros do legado FSHC (Faro Style HardCore), e constituído por músicos com alguns anos de experiência dentro do movimento underground nacional, a banda afirmou-se em 2018 como um nome a ter em conta dentro dos estilos musicais mais alternativos em Portugal.

Nos dois primeiros anos conseguiram alcançar alguns objectivos, como o lançamento do 1º álbum ‘Medocracia’ (Fevereiro 2018), gravado por Tião Costa (Prayers of Sanity) no L.A.C.. Este lançamento contribuiu para a presença em festivais como o Hell Of a Weekend, Faro Alternativo e Lagoa Rock Fest, entre outros, uma deslocação a Espanha e a partilha de palco com bandas como Dog Eat Dog (EUA), The Casualties (EUA), Slapshot (EUA), No Turning Back (Holanda), Knuckledust (Reino Unido), Deez Nuts (Austrália), Elephants (França) e Worst (Brasil).

Em 2019 lançam o 2º disco de originais, intitulado ‘O Produto Somos nós’, gravado e produzido por Carlos Rocha (Sam Alone, Devil In Me, Reality Slap) no Eyeball Studios. Deste disco foram extraídos os singles ‘Somos Nós’ e ‘Tarde Demais’ numa altura em que a banda consolidou o seu nome a nível nacional, tocando um pouco por todo o território continental.

2020 depressa se mostrou um ano atípico mas nem isso fez parar o ritmo e produtividade do colectivo farense. Durante os meses de Março a Maio, enquanto o estado de emergência era uma realidade em território nacional, a banda compôs um disco novo, via online, cujas gravações tiveram início durante o Verão. O disco foi novamente gravado no Eyeball Studios e terá edição no 1º trimestre de 2021, numa fusão entre duas editoras: a Raging Planet, de Lisboa, e a Raising Legends, do Porto.

O novo álbum, intitulado “Monopólio da Violência”, conta com convidados como RealPunch (Tribruto), Rui Correia (Grankapo), Dice (Steal Your Crown) e Lekas (Neighborz), entre outros. Deste novo trabalho foram já extraídos três singles: “Música de Embalar”, “Cadáver” e ‘’Destruição do Homem’’, cujas reacções do público superaram todas as expectativas e contribuíram, ainda mais, para a vontade de regressar aos palcos de uma das mais activas bandas farenses dos últimos anos.

Ainda em 2021 sai a split tape ‘Vertigem’ com os SOY LEGION da Colômbia e está previsto para o início de 2022 mais um lançamento partilhado com bandas da América do Sul. Data ainda por revelar.

Os dados estão lançados.